domingo, 6 de abril de 2008

Raiz de 2 na Geometria Sagrada – Base para o prospero crescimento

Na analise geométrica da construção do Partenón elaborada por Tom Brunes em sua obra os segredos da antiga geometria percebemos que o lado e a diagonal de uma serie de quadrados rege a arquitetura deste edifício.
Cada um dos quadrados está em relação com o quadrado maior que o contém na proporção de 1 para 1,25.
Esta relação funcional é chamada de FUNÇÃO DA RAIZ QUADRADA DE DOIS (√2).
Ao tratarmos de raízes de quadrados ou raízes de cubos, estamos nos referindo a uma designação muito antiga (como podemos ver no quadro abaixo uma tabuinha de argila babilônica de mais de 7.000 anos) que associa esta função matemática a raiz vegetal.
Tanto a raiz de uma planta quanto a raiz matemática são causais, a primeira cresce diagonalmente no interior da terra e a segunda segue diagonalmente no interior do quadrado.
O prospero crescimento de uma planta depende da raiz para sua estabilidade e nutrição. A raiz da planta alimenta porque é capaz de romper as densas camadas de minerais subterrâneos em compostos que a planta pode transformar em seu próprio alimento.
No corpo humano a função da raiz quadrada de 2 exprime-se na função intestinal que assim como a raiz rompe para nutrir. Se dividirmos a altura total de nosso corpo em proporções harmônicas da √2 acharemos um ponto na altura do ventre, ponto este que os Zen japoneses chamam de HARA – um sutil centro físico justamente abaixo do umbigo. Na pratica Zen, este centro está associado a pratica da meditação para o enraizamento, que implica na intensificação doso poderes de autocontrole físico e auto transmutação.
Segundo Lao Tse não devemos temer o envelhecimento do corpo, pois tal como o corpo procura a raiz, procurar a raiz é o mesmo que voltar a fonte, e voltar a fonte é o mesmo que procurar o próprio destino, procurar o próprio destino é nobreza e a nobreza está em pleno valor, e os valorosos são os que procuram realizar a meta espiritual alem de todas as formas. Assim procurar a raiz e perseguir esta meta.
Raízes têm um incrível poder de crescimento, podem perfurar mais de 30 metros para achar água no deserto e uma simples moita pode ter mais de um bilhão de raízes que unidas em extensão podem atingir até 560 quilômetros. As raízes competem ativamente pela água e manifestações artísticas que utilizam a FUNÇÃO DA RAIZ QUADRADA DE DOIS sugerem a mente do observador que tudo esta em processo de digestão, assimilação e transmutação que avança em ciclos evolutivos em ritmo progressivo geométrico ao quadrado.

Nenhum comentário: